Você pode pagar até R$ 150 de Taxa por utilizar Pix; Fique ligado!

As transações via Pix caíram no gosto do brasileiro e mostrou que veio para ficar. No último ano, o Banco Central registrou recordes de transações. Mas, o que muitas pessoas ainda não sabem é que em 2021, deram início às cobranças pela utilização de Pix pelas empresas. 

Apesar de ser cobrado até o momento apenas para empresas, são mais de 19 milhões de CNPJ ativos que podem ser taxados com valores que chegam em torno de R$ 150. Se você também presta serviço como pessoa jurídica, fique atento que você também pode ter esse dinheiro debitado de sua conta sem nem você saber.

Atualmente, para se cadastrar em empresas como Ifood lojas e restaurantes precisam de um CNPJ ativo, caso você esteja movimentando dinheiro através de uma conta de pessoa jurídica que não seja MEI você também estará autorizando seu banco fazer recolhimento dessa quantia que, apesar de ser um valor insignificante em alguns casos, não deixa de ser uma taxa alta uma vez que outros meios de transações não cobram nenhum valor.

Quais bancos não cobram taxas via Pix?

Bom, nem tudo está perdido. Algumas agências bancárias bem como Caixa Econômica, Banco Inter, o Nubank e o C6 até o momento não cobram taxas para pessoas jurídicas. A regra também se estende para Microempreendedores Individuais (MEIs) devido a categoria que pertence.

É sempre bom você consultar seu gerente para ficar por dentro de suas taxas de transações em sua conta para não levar um susto na hora de olhar o saldo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.